Isaías 5.1-7Ele esperava que desse uvas boas, mas só deu uvas azedas. (v4)

Quando o profeta Isaías contou a história de uma vinha, o povo de Deus estava familiarizado com o esforço necessário para plantar uma vinha frutífera – a necessidade de escolher o local, limpar as pedras e empilhá-las em muros de proteção, para plantar as valiosas videiras. Quando os Israelitas se envolveram com essa história, eles teriam ficado chocados ao ouvir que eles eram a videira que produzia as uvas ruins. E que o Senhor, portanto, destruiria essa vinha.

Hoje em dia, não gostamos de ouvir sobre a ira de Deus, preferindo enfatizar Suas promessas de amor, graça e paz. Podemos dar a entender que o Novo Testamento elimina a necessidade do julgamento de Deus. Mas embora possamos ser perdoados, Deus se entristece com nossos pecados. Como, por exemplo, a dureza de nossos corações, que não podem ser movidos a estender a mão ao nosso vizinho que está sofrendo. Nossa amargura por erros do passado que não conseguimos esquecer. Nossa explosão irada de palavras vomitadas sobre aqueles que mais amamos. Nosso orgulho; nossa gula; nossas meias-verdades e mentiras.

Todas são ervas daninhas que precisamos arrancar ou sufocarão nossa videira e azedarão nossas uvas. Ao pegarmos figurativamente a mão do Senhor e arrancarmos , uma a uma, Ele enxertará nossos ramos mais próximos de Sua videira. Ele renovará nosso solo, dando-nos os nutrientes e a umidade de que precisamos para florescer. Ele nos fará produzir frutos doces. Que Deus revele todas as ervas daninhas que estamos permitindo em nossa alma, para que Ele, como Mestre jardineiro apare o que está estragado para liberar o que é bom.


Escritura A Considerar:
Jr 2.20–22; Mq 4.2–5; Gl 1.6–10; 1 Pe 1.13–16

Uma Ação A Tomar:
Se possível, encontre um local com muitas plantas e árvores. Tente distinguir o que é erva daninha e o que não é, e peça a Deus que lhe mostre as ervas daninhas e as plantas em seu coração.

Uma Oração A Fazer:
“Deus Pai, quando consideramos o estado decaído do mundo ao nosso redor e em nossos corações enganosos, nós nos entristecemos. Traga-nos esperança e arrependimento neste dia. Amém.”

Micha Jazz is Director of Resources at Waverley Abbey, UK.