“Conta o número das estrelas, chamando-as todas pelo seu nome.”

O sol é a estrela que ilumina o nosso planeta, traz luz, calor e vida para toda a Terra. É apenas uma das mais de 100 bilhões de estrelas que existem em nossa galáxia, e como nossa galáxia existem outras bilhões espalhadas pelo universo com outras bilhões de estrelas. Acredita-se que pode haver mais estrelas no universo do que grãos de areia no planeta Terra. O mais impressionante de tudo isso é que Deus “conta o número das estrelas, chamando-as todas pelo seu nome”.  Por isso, o salmista também diz que “Grande é o Senhor nosso e mui poderoso”, e que “seu entendimento não se pode medir”. 

Todos nós buscamos respostas para as perguntas essenciais a respeito da vida: de onde viemos, quem somos, para onde vamos. De alguma maneira, cada pessoa apresenta crenças acerca de como elas devem ser respondidas. Um questionamento que confronta a humanidade é sobre o propósito da vida. É muito comum encontrar pensadores, cientistas e filósofos comparando a pequenez dos seres humanos com os corpos celestiais, concluindo que não passamos de poeiras cósmicas, sem significado.  Algumas religiões acreditam que nossas vidas não teriam propósito algum, e o nosso futuro é perder nossas personalidades misturando-se com o vasto universo, perdendo, enfim, nossa existência como indivíduos.

Porém, veja o que diz o versículo 6 do Salmo 147: “O Senhor ampara os humildes”. O mesmo Deus que criou tudo que há no universo e dá nome a cada uma das estrelas importa-se com aqueles de pequena posição, ou que reconhecem sua pequenez. É justamente o contrário do que os sábios deste mundo ensinam, que por sermos pequenos, não temos valor. A verdade é que, aos olhos de Deus, por sermos pequenos é que somos grandes. No Sermão do Monte, em Mateus 5.3, Jesus diz que “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”. E quem é o humilde de espírito? É aquele que reconhece o quão pequeno e quão pobre ele é espiritualmente. A esses Deus ampara e cuida pessoalmente, fazendo-o importante.

O profeta Isaías (43.1) afirma sobre o chamado do povo de Deus: “Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu”. Essa afirmação vale para cada um de nós pessoalmente. Da mesma maneira que o Criador do universo conhece cada estrela individualmente, o Deus que nos criou também nos chama pelo nome. Contudo, o Senhor não nos chama apenas para nos enumerar. Deus nos chama para ter um relacionamento conosco, nos amparar, porque ele se importa. Ele diz: “tu és meu!”. Podemos ser minúsculos em tamanho físico se comparados às estrelas e à imensidão do universo, mas somos a única parte da criação que carrega em si a imagem de Deus e que pode ter um relacionamento pessoal com o Criador. Isso é suficiente para nos fazer os gigantes do universo, maiores que as estrelas.

Esse salmo abre com um convite de adoração: “Louvai  ao Senhor, porque é bom e amável cantar louvores ao nosso Deus; fica-lhe bem o cântico de louvor”. Que outra reação poderíamos ter diante da grandeza de um Deus que se importa com seres tão pequenos a ponto de fazê-los maiores que as estrelas? Isso nos ensina que nossa vida tem sim um propósito, de nos relacionarmos com o nosso Criador, conforme ensina o Catecismo Maior de Westminster, em sua primeira pergunta: “Qual é o fim supremo e principal do homem? O fim supremo e principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lo para sempre”.

Leia os seis primeiros versos do Salmo 147. Reflita na grandeza de Deus e O louve pelo que Ele é. Louve-O pelo amor que o Senhor tem por tua vida. Agradeça por todas as vezes que o Senhor cuidou de ti. Adore a Deus porque Ele te chama pelo nome cada vez que vem em teu amparo. Agradeça porque o Senhor quer ter um relacionamento contigo. Agradeça porque aos olhos de Deus, você é maior que as estrelas.

Salmos 147.1-6

  1. Louvai ao Senhor, porque é bom e amável cantar louvores ao nosso Deus; fica-lhe bem o cântico de louvor.
  2. O Senhor edifica Jerusalém e congrega os dispersos de Israel;
  3. sara os de coração quebrantado e lhes pensa as feridas.
  4. Conta o número das estrelas, chamando-as todas pelo seu nome.
  5. Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o seu entendimento não se pode medir.
  6. O Senhor ampara os humildes e dá com os ímpios em terra.[i]

[i] Bíblia Edição Revista e Atualizada.

Foto de Kendall Hoopes no Pexels

Warton Hertz is the Partnership Coordinator of Barnabas Aid Brazil. He graduated from UniRitter Law School, also from Martin Bucer Theological Seminary, and a Master of Theology and Ethics from EST – Superior School of Theology.