‘Que a terra dê a sua colheita, e Deus, o nosso Deus, nos abençoe! Que Deus nos abençoe, e o temam todos os confins da terra.’ (v6-7) Salmos 67

Estamos familiarizados com as estações do ano. No entanto, uma coisa que nunca questionamos é que, apesar das lamentações sobre a demora, a primavera dará lugar ao verão. Cada estação seguirá naturalmente – ano após ano.

Uma maneira que descobri ser útil para me aproximar de Deus é reconhecer que a vida transcorre através de estações. Há tempos de grande provisão e igualmente tempos de escassez implacável. No entanto, aqui estou eu ainda de pé, ainda orando, ainda dando graças, sete décadas na minha viagem rumo à eternidade.

Pode-se depender de Deus. Podemos não gostar da estação em que nos encontramos, no entanto, como todas as estações, ela passará. Eu costumava ficar deprimido quando os relógios voltavam e a luz do dia era reduzida. Agora está tudo bem, uma vez que encontrei uma forma de adotar uma abordagem positiva para dias mais curtos e noites mais longas. Afinal de contas, Deus só pode iluminar a nossa escuridão.

A lição para cada um de nós é que podemos ser condicionados pelos nossos medos mais sombrios, ou podemos reconhecê-los pelo que eles são – a ansiedade – e escolher calmamente colocar a nossa mão na de Deus e esperar pela chegada da Sua próxima estação. Sendo a razão; Deus é fiel.

ESCRITURA RELACIONADA A CONSIDERAR: Dt 8:7–18; Sl 104:1–9; Lc 12:16–34; 2Co 9:6–15.

UMA ORAÇÃO A FAZER: ‘Senhor, ajuda-me, seja qual for a estação do ano, a confiar e a Te seguir, não importando como eu me sinta. Amém.’


Foto de meriç tuna no Unsplash

Micha Jazz is Director of Resources at Waverley Abbey, UK.