Crédito:Edwin Tan

1 Pedro 2.13–17 ‘Pois é da vontade de Deus que, praticando o bem, vocês silenciem a ignorância dos insensatos. Vivam como pessoas livres, mas não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal; vivam como servos de Deus.’ (v15–16)

A liberdade é frequentemente exigida em qualquer sociedade, mas o que é liberdade? A maioria a entende como a oportunidade de exercer nossa vontade.

A pergunta que surge é: a vontade de uma pessoa pode ser perseguida às custas da vontade de outra? Sem restrições à liberdade, convidamos a tirania.

A história está repleta de exemplos. Embora Deus nos prometa os desejos do nosso coração (Sl 37.4), os desejos motivados pelo interesse próprio nos causam arrependimento.

Deus respeita o nosso livre arbítrio e nos convida a fazer escolhas. No entanto, não há garantia de que essas escolhas serão benéficas para nós ou para a sociedade sem levar em conta as restrições de Deus, que garantem o bem-estar em nível pessoal e social.

Pedro declara: “não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal”, e sabemos que o mal é qualquer coisa que se oponha a Deus.

Nossas escolhas de livre arbítrio muito facilmente nos afastam de Deus por interesse próprio. O próprio ego se opõe a Deus, pois somos convidados a nos render inteiramente à vontade de Deus.

Ao nos convidar a amar a Deus e ao próximo como os dois princípios essenciais para a vida Cristã, nenhuma ação que se mostre prejudicial ao meu próximo pode ser sancionada como piedosa.

Como, então, devemos viver? Simplesmente escolhendo viver de acordo com a Palavra de Deus e confiando nas mãos de Deus os resultados que parecerão desvantajosos para o nosso bem-estar.

A entrega exige a morte do ego, como Paulo nos lembra: “A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gl 2.20).


prayer-to-make-icon

Uma Oração A Fazer:
‘Senhor, ajuda-me a tomar minha cruz diariamente e a segui-lo em todas as circunstâncias de minha vida. Amém.’

Uma Ação A Tomar:
Hoje, com os direitos humanos competindo entre si, como você toma decisões ao exercer sua liberdade? Você se considera um escravo fiel de Cristo?

Escritura A Considerar:
Ez 24.15–27; Lc 9.18–26; Ef 4.17–32; Cl 3.1–17

Micha Jazz is Director of Resources at Waverley Abbey, UK.