Foto de David Marcu no Unsplash

Isaías 49 ‘Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você!’ (v15)

Viver com demência não é fácil. É uma mistura de felicidade e alegria, tristeza e pesar, impossibilidade e novas possibilidades. Como disse uma pessoa com demência: “É mais uma jornada do que um caminho claro.

As jornadas são um pouco mais bagunçadas do que os caminhos! Uma jornada é algo em que embarcamos por vontade própria ou não, quando nos deslocamos de um lugar para outro. As jornadas são imprevisíveis, únicas, centradas na pessoa e sempre abertas a surpresas.

Ao longo do caminho, conhecemos pessoas e nos deparamos com situações, algumas das quais são úteis, outras não. Cada encontro, cada passo, muda a direção e a sensação de nossa jornada. Alguns encontros podem até mudar o significado de nossa jornada.

Às vezes, o destino, assim como a estrada à nossa frente, pode não ser muito claro. Às vezes, a jornada das pessoas que vivem com demência e de seus apoiadores está mais próxima da jornada de inverno de um refugiado deslocado do que de uma caminhada organizada no verão!

No entanto, o principal aspecto de uma jornada é que estamos sempre indo em direção a algum lugar e a alguma coisa; não a lugar nenhum e a nada. O destino é importante. Pensar na demência como uma jornada mantém nossos olhos na necessidade de ter em mente exatamente o tipo de destino que desejamos.

Às vezes, pensamos que o ponto final da jornada da demência é simplesmente a morte. Mas isso é um erro. O ponto final da jornada da demência é viver bem agora e no futuro.

Viver bem com a demência pode ser difícil. Precisamos de guias para a nossa jornada e de pessoas ao nosso redor que nos ajudem a viver bem em circunstâncias difíceis. Sempre há um espaço para a esperança e essa esperança pode ser você.

prayer-to-make-icon

Uma Oração A Fazer:
‘Senhor, podemos nos esquecer de muitas coisas na vida, mas o Senhor nunca se esquece de nós. Ajuda-nos a lembrar disso nos momentos de dificuldade. Amém.’

Escritura A Considerar:
Sl 103.13–17; Is 41.8–10; 1 Co 13.8–13; Hb 6.10

Rev. Dr. John Swinton is founder of the university's Centre for Spirituality, Health and Disability.